Pequenez

Serei eu um ser tão pequeno

que sobeja o conhecimento,

que não sacio a minha vontade

com um simples e vazio aceno?

 

Serei eu um ser tão voraz,

com uma tal motivação

de conhecer mais e mais,

que desconheço disso ser capaz?

 

Como pode um ser parar
de conhecer, de aprender,
quando existe no mundo
tanto para agarrar e devorar?

Aos meus olhos, um mundo
cheio de histórias e mistérios
que não cessam de me cativar,
nem por um único, estranho segundo.

Eu sou, pois, um ser incompleto,
não me canso de descobrir,
de procurar e desvendar
os enigmas deste mundo tão secreto.

 

Elisabete Martins de Oliveira
28.05.2019

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.