A minha mudança

         Há alguns anos atrás, eu queria ser psicóloga. Sempre achei a profissão fascinante, ajudar pessoas a ser a sua melhor versão, usando as suas próprias potencialidades. Mais tarde, decidi que, se não gostasse assim tanto de exercer, poderia sempre retirar alguma inspiração da vida das pessoas que acompanhasse, das suas experiências. Afinal, iria conhecer os vários lados da mente humana. Claro que nunca iria identificá-las, apenas retiraria inspiração das experiências e das suas emoções.

         Ao longo do tempo, contudo, fui compreendendo que este mundo não era para mim. O trabalho de um psicólogo (neste caso, eu queria ser psicóloga educacional) era bem diferente daquilo que imaginara. No fundo, creio que todos temos uma ideia “azul”, ilusória, daquilo que é o nosso sonho. Descobri que nunca iria fazer nada daquilo que idealizara – não iria fazer a diferença na vida das crianças, das suas famílias e da comunidade escolar. Não iria conseguir implementar projectos de cooperação entre todos aqueles que estão envolvidos na educação (embora isto esteja no descritivo de funções de um psicólogo educacional). Não teria tempo, pois teria mais de mil alunos na minha responsabilidade (é a realidade dos Agrupamentos), e teria de fazer maioritariamente o que a escola me pedisse e não aquilo que, aos meus olhos de profissional, seria melhor (para além dos olhares retrógrados que receberia dos professores face às minhas sugestões). Então, eu disse: não obrigada. Não é isto que quero para mim.

         Se fiquei desiludida? Claro que sim! Tinha imaginado este percurso para mim ao longo de mais de cinco anos para, depois de entrevistar uma psicóloga educacional em Portugal e trabalhar em várias escolas e creches em Inglaterra, perceber qual é realmente o espectro de acção de um psicólogo educacional. Não é fácil, desistir de um projecto que tínhamos desenhado para nós durante anos. No entanto, esta aprendizagem faz parte de mim. O meu desencanto pela Psicologia apenas fez com que eu olhasse com maior clareza para o que me faz realmente feliz.

         Foi ao longo da minha aprendizagem com a vida que me fui apercebendo que a Psicologia está em todo o lado e que não preciso de ser psicóloga para tornar o dia de alguém melhor. Um sorriso, uma piada, um abraço, escutar um desabafo – tudo isto são gestos que podem mudar a vida do outro, quer ele seja próximo ou não. Afinal, a vida torna-se mais fácil para todos se nos mostrarmos disponíveis e quisermos bem uns aos outros!

         Da mesma forma, eu não preciso de retirar inspiração dos meus clientes para escrever grandes histórias. No voluntariado que fiz, conheci pessoas com histórias de vida fascinantes – algo que nunca iria adivinhar se não tivesse conversado com aquela pessoa durante uns escassos quinze minutos. No atendimento ao público, e no trabalho que fui realizando ao longo dos anos, tive (e tenho) a oportunidade de escutar e interagir com pessoas de todo o mundo, que emigraram ou que imigraram, e que me dão a conhecer aspectos do mundo que até então desconhecia.

         E, depois, porquê retirar inspiração de casos que só os psicólogos conhecem quando podemos ter um chalé e conhecer pessoas que nos visitam de todos os lugares da terra? E porque não comprar uma auto-caravana e viajar pelo mundo, conhecer pessoas e culturas tão fascinantes que nos irão inspirar e marcar para sempre?

         Chego com isto à conclusão de que não preciso de ser psicóloga, pois a Psicologia esteve e estará sempre comigo, e o meu reservatório de inspiração é e será sempre a natureza, as pessoas, as culturas e as experiências de vida.

Elisabete Martins de Oliveira
10.10.2019

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.

8 thoughts on “A minha mudança

  1. Muito obrigada, Telma, pelas tuas palavras! Creio que há momentos na vida em que temos de fazer mudanças que nos conduzam à felicidade, e foi isso que fiz. 😊 Escreve sempre que puderes, traz o que vives para o papel, vive em conformidade com o que desejas! 😀

    Liked by 1 person

  2. Olá, Ana! Lembro-me bem dos nossos tempos no ISCTE, são uns anos que nunca irei esquecer! 😀 Muito obrigada pelas tuas palavras, fico mesmo contente por saber que também gostas de escrever! Escreve sempre que puderes, é tão terapêutico. 😊 Muito obrigada, um beijinho e tudo de bom para ti, sei que és uma excelente Psicóloga. 😀

    Gostar

  3. Olá, querida!
    Fui tua colega no primeiro ano de Psicologia no ISCTE e estou apaixonada pela tua escrita! Tive uns anos que também escrevia e cheguei até a ter um blog. Acho que é um mundo fascinante, onde conseguimos através do poder das palavras transformar a visão e a vida de tantas pessoas (tal como um psicólogo).
    Muitos parabéns!!! Continua assim.
    Um grande beijinho e tudo a correr bem. 🙂

    Liked by 1 person

  4. Identifico-me tanto com isto! Não que algum dia tenha sonhado ser psicóloga mas fascina-me esse contacto que tenho a diário com as pessoas que me rodeiam e a aprendizagem que levo delas, saber escutar o outro é o primeiro passo e por mais que odeie o trabalho que executo agora penso muitas vezes na bagagem espiritual que o mesmo conleva,as histórias que chegaram até mim e que talvez um dia me dedique e escreva sobre elas ❤️

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s