Numa casa

Numa casa,
as luzes vão fundir,
os pratos vão partir,
as paredes vão ruir.

Numa casa,
os canos vão rebentar,
os adultos vão chorar,
as crianças vão gritar.

Numa casa,
ver-se-á o amanhecer,
ver-se-á o entardecer,
e também o anoitecer.

Numa casa,
sentir-se-á dor,
sentir-se-á rancor,
mas também amor.

Porque, numa casa,
verás crescer,
irás rir,
irás amar!

Elisabete Martins de Oliveira
20.11.2019

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.