Incompreensão

Eu queria compreender,

mas não consigo.

 

A dor que as coisas causam

é imensa e indomável.

 

Sinto que, por vezes,

não consigo derrotá-la.

 

Embora eu tente,

muitas vezes caio.

 

Caio na incompreensão

do porquê de tanto mal.

 

Queria apenas a paz,

a ausência de sofrimento.

 

Será isso pedir muito?

Posso pedir para não sofrer?

 

Posso fechar os olhos

e encontrar um paraíso?

 

Ou terei eu de continuar

a viver assim?

 

Quero ser melhor.

Quero ser mais forte.

 

Mas também caio

nestes primeiros passos.

 

Na mente, ficam as lascas

de algo que me feriu.

 

Aprendi. Sim, aprendi.

E também sofri.

 

Agora, quero aprender

A compreender. A levantar-me.

 

Elisabete Martins de Oliveira

04.03.2020

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.

2 thoughts on “Incompreensão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s