Será que és escritor/a?

Se não consegues viver sem escrever, sem produzir histórias de ficção na tua mente e no papel, então compreenderás que escrever não é uma escolha, mas algo que a tua mente te impele a fazer.

Quando digo às pessoas que escrever, para mim, não é uma opção, mas algo que tenho intrinsecamente de fazer, recebo olhares de dúvida e “hum-hum”. Eu sei que isto não faz sentido para quem não escreve, mas eu passo a explicar:

Quando eu era mais nova, estava eu na minha pré-adolescência, tinha ideias. Muitas. Uma enxurrada delas! A minha mente é tão fértil que eu dava por mim com o pulso dorido por estar a escrever tantas ideias diferentes ao mesmo tempo. Não estou a brincar – eu lembro-me de estar no meu quarto a escrevinhar ideias no papel, que depois guardava numa capa de micas. Encontrar esta pasta, anos mais tarde, fez-me rir. Até que tinha umas ideias interessantes, mas não sei se alguma vez pegarei nelas sem as mudar, bem… completamente!

Ao longo dos cerca de doze anos em que tenho escrito, a minha imaginação continua fértil – e isso acontece, felizmente, em todas as situações: pré-criação literária, durante o processo de escrita e pós-criação literária, ou seja, quando termino um livro, tenho novas ideias nas quais pegar. E isso, confesso, é muito positivo, e estimula a minha criatividade e a imaginação.

Um/a escritor/a precisa das palavras da mesma forma que um peixe necessita das suas guelras para respirar debaixo de água. Por outras palavras, trata-se de uma dependência. Um/a escritor/a que não escreve ou que se recusa a fazê-lo fica frustrado/a, irritadiço/a, e desagradável. Está a negar a sua existência e vocação – se não souberes do que falo, experimenta ficar um ano sem escrever nada!

Quem escreve não pode negar que o faz por necessidade. Posso dizer que, comigo, o mais curioso foi não ter um talento especial para escrever – eu sabia escrever um texto, mas nunca ao nível de um/a escritor/a consagrado/a. E, hoje, continuo a não ter. O que mudou, na minha escrita, foi a adaptação que eu fiz para conseguir escrever histórias que cativassem os leitores. Estudei e estudo muito, aprendo todos os dias um pouco mais sobre esta arte que me fascina. Contudo, o que me moveu até aqui foi a impossibilidade de deixar as ideias pendentes, que precisavam de ser desenvolvidas! Elas precisavam de alguém que as acarinhasse. O que é que eu ia fazer? Abandoná-las? Não, eu não sou capaz de fazer isso.

Então, comecei a escrever. Comecei a ler mais livros na altura da minha pré-adolescência e adolescência (quem se lembra da febre da saga “Crepúsculo”? Sim, eu também fiz parte do grupo de miúdas obcecadas com os livros e os filmes. Até o meu Pai viu o primeiro filme comigo no cinema! Culpada!). Aprendia muito com o que lia – o estilo dos autores, palavras novas e descrições de linguagem corporal – e fui aplicando tudo na minha escrita, que ainda hoje está em constante mutação. Fi-lo porque adoro contar histórias, e continuo a fazê-lo porque esta é a minha identidade. É por isso que eu e a Escrita Criativa somos indissociáveis!

Ser escritor/a não é uma escolha, nem uma opção que possamos “votar em branco”. Eu acredito que, em parte, as pessoas já nascem com uma espécie de tendência de personalidade para contar histórias. Se o decidem ou não fazer, essa é uma decisão que cabe a cada um individualmente. No entanto, para viveres uma vida plena e feliz, aconselho-te a escreveres. Faz bem à saúde e aos leitores!

Elisabete Martins de Oliveira

28.08.2020

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s