Vidas aceleradas

Este título parece sugerir uma frase feita, algo que já ouviste vezes sem conta. O que não falta, por aí, são títulos que te arrastam para uma reflexão que não estás preparado ou preparada para fazer. E isso é natural: afinal, tens uma vida acelerada.

Neste momento, podes estar a franzir o sobrolho. Não consideras a tua vida acelerada, e é estranho eu referir-me a ela desta forma sem saber realmente como te sentes em relação ao teu dia-a-dia. No entanto, vou convidar-te a uma pequena reflexão:

Se eu te perguntar se tens uma vida acelerada, qual vai ser a tua resposta?

Se eu te perguntar quanto tempo dedicas a ti mesmo ou mesma por dia, o que me vais responder?

As tuas respostas variam consoante a consciência que tens acerca dos teus dias e do tempo que passa. Talvez te assustes com as respostas; talvez não. E, seja qual for a tua resposta, já pensaste, seriamente, sobre o significado dos teus dias?

Muitos de nós atravessam os dias em piloto automático: dia após dia, realizamos tarefas que nem sempre trazem benefícios para nós. E, ainda assim, continuamos, afastando pensamentos negativos e suprimindo emoções que nos conduziriam a uma depressão. Não nos permitimos sentar e refletir sobre se estamos no caminho certo ou não, porque esse processo é demasiado doloroso e pode levar-nos a questionar tudo o que fizemos até hoje.

Este cenário é mais comum do que imaginas. Até o podes estar a sentir, neste momento, e nunca teres refletido acerca do assunto. Estás tão ocupado ou ocupada no teu quotidiano que não te permites pensar profundamente sobre o que estás a fazer e se vale mesmo a pena.

A certa altura, dás por ti e vês que tens quarenta, cinquenta, sessenta anos. Dás conta do tempo que passou, das oportunidades que não aproveitaste e das aventuras que deixaste para depois. É isto que acontece. Não estou a condenar estes comportamentos; apenas a refletir sobre algo ao qual estou muito atenta. Sei que muitos de nós estão a viver vidas tão aceleradas que nem somos capazes de encontrar tempo para um almoço de família, para uma conversa de esplanada com um velho amigo, para nos sentarmos no sofá a ler um livro, acalentados pelos raios de sol da tarde.

O grande problema das vidas aceleradas é a perda que vem atrelada a elas. Quantas paisagens não apreciaste com tempo e gosto por teres de ir fazer o jantar, talvez trabalhar mais umas quatro horas extra? Quantas vezes negaste uma saída por não quereres travar a tua rotina tão preenchida? Podes estar a perder tudo isto sem te aperceberes. É por isso que um trabalho consciente torna tudo muito mais claro para nós: como quando o sol surge após a neblina.

Já te perguntaste sobre o que significa, verdadeiramente, a tua vida? Sobre o impacto que tens no mundo e nas pessoas que mais estimas? Estás assim tão ocupado ou ocupada para refletires acerca disto? Se sim, então está na altura de abrandares. De repensares a tua vida. De redefinires prioridades e objetivos. Este exercício é benéfico, prometo! Eu faço-o constantemente. Não quero perder nada na vida que estou a viver. E uma vida mais consciente é uma vida mais feliz, mais flexível, e mais absorvível.

Vais sempre a tempo de desacelerar; sempre a tempo de redefinir as tuas prioridades; sempre a tempo de recomeçar. Aprende com o melhor do que o mundo te pode oferecer.

Elisabete Martins de Oliveira

04.02.2021

Publicado por

Nascida no dia da Liberdade, trago-a comigo na mente todos os dias. Sou companheira da Natureza, da sua simplicidade e complexidade, e aprecio o seu silêncio e os seus tão magnos sons – especialmente os do Mar. Tenho um encanto pela Música, pela inspiração que me traz para todos os momentos da minha vida. Sou apaixonada por viagens e autocaravanas, e por tudo o que o mundo me pode ensinar. E sou amante da Escrita, aquilo que me define, o mais incrível e deslumbrante modo de vida que consigo conceber.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s