Sobre a imaginação

Como é parte da minha profissão, eu passo muito tempo no mundo imaginário. É um requisito. O meu trabalho requer um desenho quase real de um mundo, de personagens que têm de se assemelhar, tanto quanto possível, a pessoas autênticas, e a situações intensas que eu tenho de saber interpretar e descrever segundo a personalidade […]

Ler Mais

Dica #25 – Sê quem és quando escreves

A escrita não se refere ao simples ato de escrever. É uma questão de identidade. É, por vezes, o único contexto de vida onde nos sentimos verdadeiramente livres para sermos quem somos. A escrita é um exercício íntimo, pessoal. E, neste sentido, deves permitir-te: Ser autêntico/a – quem realmente és; Sentir todas as tuas emoções, […]

Ler Mais

Dica #23 – Adiciona conflito à tua história

As tuas personagens não são perfeitas. Tal como nós, pessoas, os nossos protagonistas, antagonistas e personagens secundários têm defeitos. Esta é uma componente importante na criação de personagens credíveis e com a qual os leitores empatizem. E, como todas as pessoas, elas têm conflitos durante o seu percurso de vida. É isso que impulsiona a […]

Ler Mais

Reviravolta

Novamente este rosto. Acho que estou a ser seguida(o)… Olho para trás uma última vez. Não, não vou mostrar que estou assustada. Se o fizer, ele pode tentar atacar-me. Mas o medo fala mais alto: sinto as minhas mãos suadas, segurando com firmeza as alças da minha mochila. O meu coração galopa dentro do meu […]

Ler Mais

A casa da memória

Durante o mês de outubro, a Vera Barbosa, escritora, e eu, lançaremos um desafio que consiste em escrever um conto entre 500 a 1000 palavras a partir de um início sugerido. Este é o conto do primeiro desafio. Visita a minha página do Instagram para saberes mais!

Ler Mais

Dica #20 – Chama-te de escritor/a

As ideias e as histórias passeiam pela tua mente. Com regularidade, sentas-te à secretária e começas a povoar páginas em branco com palavras tuas, da tua autoria. Crias mundos, enredos e personagens a partir da tua imaginação, com uma nitidez tão brilhante que parecem reais! E, no entanto, recusas a chamar-te de escritor/a. Dizes, e […]

Ler Mais

Será que és escritor/a?

Se não consegues viver sem escrever, sem produzir histórias de ficção na tua mente e no papel, então compreenderás que escrever não é uma escolha, mas algo que a tua mente te impele a fazer. Quando digo às pessoas que escrever, para mim, não é uma opção, mas algo que tenho intrinsecamente de fazer, recebo […]

Ler Mais

Dica #18 – Pensa nos teus leitores

Estás a escrever um livro e queres, um dia, publicá-lo. Afinal, queres ver todo o teu trabalho recompensado tendo-o nas tuas mãos, em formato físico e/ou e-book. Conheces a tua história como ninguém – sabes tudo sobre os teus personagens, sobre os locais que descreves, e até conheces possíveis alternativas ao teu enredo. Mas, quando […]

Ler Mais

Acabei de escrever o meu segundo livro!

Terminar alguma coisa – o que quer que seja – pode trazer emoções distintas. Podemos ficar felizes, exultantes, até, ao terminarmos um curso; por outro lado, podemos olhar com tristeza para este mesmo evento, porque significa o desfecho de boas experiências que ficarão armazenadas na memória. Mas terminar um livro é, para mim, é como […]

Ler Mais

Dica #16 – No início, esquece o “perfeito”

Quem não quer um livro “perfeito”? Quem não quer um manuscrito imaculado, sem erros, com uma história irresistível? Todos nós, escritores, almejamos a perfeição das nossas obras. É natural. Faz parte do nosso sentido de pertença ao mundo da literatura. Faz parte do nosso perfecionismo. No início, porém, o teu manuscrito não vai ser perfeito. […]

Ler Mais