Dica #22 – Traz sempre um caderno contigo

Uma ideia pode surgir – literalmente – a qualquer instante. Para qualquer escritor/a, ter um caderno sempre consigo é imprescindível. No telemóvel, as ideias podem misturar-se com listas de compras e coisas aleatórias. Há muita informação que circula à nossa volta – informação essa que podemos converter em material para as nossas histórias! Como eternos […]

Ler Mais

Reviravolta

Novamente este rosto. Acho que estou a ser seguida(o)… Olho para trás uma última vez. Não, não vou mostrar que estou assustada. Se o fizer, ele pode tentar atacar-me. Mas o medo fala mais alto: sinto as minhas mãos suadas, segurando com firmeza as alças da minha mochila. O meu coração galopa dentro do meu […]

Ler Mais

A casa da memória

Durante o mês de outubro, a Vera Barbosa, escritora, e eu, lançaremos um desafio que consiste em escrever um conto entre 500 a 1000 palavras a partir de um início sugerido. Este é o conto do primeiro desafio. Visita a minha página do Instagram para saberes mais!

Ler Mais

Dica #20 – Chama-te de escritor/a

As ideias e as histórias passeiam pela tua mente. Com regularidade, sentas-te à secretária e começas a povoar páginas em branco com palavras tuas, da tua autoria. Crias mundos, enredos e personagens a partir da tua imaginação, com uma nitidez tão brilhante que parecem reais! E, no entanto, recusas a chamar-te de escritor/a. Dizes, e […]

Ler Mais

Será que és escritor/a?

Se não consegues viver sem escrever, sem produzir histórias de ficção na tua mente e no papel, então compreenderás que escrever não é uma escolha, mas algo que a tua mente te impele a fazer. Quando digo às pessoas que escrever, para mim, não é uma opção, mas algo que tenho intrinsecamente de fazer, recebo […]

Ler Mais

Dica #19 – Divulga o teu trabalho

Tu escreves histórias – sejam elas romances, livros de fantasia, mistério, ficção científica, thriller, aventura – e gostas de as escrever. Mas mostras pouco do teu trabalho – apenas a pessoas da tua confiança, dentro do teu círculo de amigos e família. Convido-te a refletir sobre o que queres fazer com o que produzes. Queres […]

Ler Mais

Dica #18 – Pensa nos teus leitores

Estás a escrever um livro e queres, um dia, publicá-lo. Afinal, queres ver todo o teu trabalho recompensado tendo-o nas tuas mãos, em formato físico e/ou e-book. Conheces a tua história como ninguém – sabes tudo sobre os teus personagens, sobre os locais que descreves, e até conheces possíveis alternativas ao teu enredo. Mas, quando […]

Ler Mais

Dica #14 – Mostra o que escreves

Tu escreves. E escondes o que escreves. Tens medo da crítica, de um olhar de desdém, de um comentário cruel. Pensas sempre nas piores consequências de mostrar aquele texto por ti escrito. É natural. Nós somos seres que buscam avidamente a aprovação dos outros. Queremos agradá-los, mesmo que, por vezes, isso signifique que temos de […]

Ler Mais

Dica #12 – Usa as emoções nas tuas histórias

O que torna os seres humanos únicos? Vários aspetos, eu sei. Um desses corresponde à emoção. A complexidade das nossas emoções é algo incrível e que, quando aplicada a uma história, a poderá elevar a uma qualidade literária notável. Quando constróis personagens para a tua história, certifica-te de que: Têm complexidade emocional suficiente (adquirida através […]

Ler Mais

Dica #8 – Escreve sobre aquilo que gostas

Escrever é uma jornada. Há descidas divertidas, momentos de êxtase, e também subidas íngremes. E esta jornada torna-se muito mais agradável quando nos sentimos emocionalmente ligado/as ao tema sobre o qual estamos a escrever. Se escreveres sobre o que gostas, vais sentir-te: Mais motivado/a; Mais investido/a; Menos tentado/a a procrastinar; Mais feliz no processo de […]

Ler Mais

Dica #2 – Procura inspiração em todo o lado

Ter ideias nem sempre é fácil. Muitas vezes, paramos para pensar em histórias para livros e contos, e a nossa mente parece vaguear por outros lados. Forçamos as ideias a surgir, criando esquemas com pedaços de papel ou notas num quadro, frutos de um brainstorming intensivo. E, por vezes, não sai nada. Nestas alturas, não […]

Ler Mais