Dica #36 – Pensar sobre escrever não chega. Escreve!

Tu, enquanto escritor/a, tens uma imaginação ilimitada. As ideias fluem livremente, e a mente consegue formular fios de enredos bastante complexos. Consegues encontrar motivos para histórias nas coisas mais simples: numa ida à praia; num almoço num restaurante; numa multidão concentrada num único lugar. Pensas em histórias, em ideias para livros. Mas pensar não chega, […]

Ler Mais

Sobre a imaginação

Como é parte da minha profissão, eu passo muito tempo no mundo imaginário. É um requisito. O meu trabalho requer um desenho quase real de um mundo, de personagens que têm de se assemelhar, tanto quanto possível, a pessoas autênticas, e a situações intensas que eu tenho de saber interpretar e descrever segundo a personalidade […]

Ler Mais

Dica #20 – Chama-te de escritor/a

As ideias e as histórias passeiam pela tua mente. Com regularidade, sentas-te à secretária e começas a povoar páginas em branco com palavras tuas, da tua autoria. Crias mundos, enredos e personagens a partir da tua imaginação, com uma nitidez tão brilhante que parecem reais! E, no entanto, recusas a chamar-te de escritor/a. Dizes, e […]

Ler Mais

Será que és escritor/a?

Se não consegues viver sem escrever, sem produzir histórias de ficção na tua mente e no papel, então compreenderás que escrever não é uma escolha, mas algo que a tua mente te impele a fazer. Quando digo às pessoas que escrever, para mim, não é uma opção, mas algo que tenho intrinsecamente de fazer, recebo […]

Ler Mais