Mar agitado

Mar, grande mar agitado, tu sacodes as proas dos barcos, despertando-as do silêncio e da quietude.   As nuvens que te sobrevoam adivinham chuva, mas é o vento forte que te faz oscilar assim.   Mar, grande mar, fazes das ondas a tua casa, o teu único refúgio.   E vagueias por este mundo, vivendo […]

Ler Mais

Barco

Barco, que te vais, que navegas pelo mar, como os velhos ancestrais, irás, um dia, regressar?   A tua silhueta, perante o lindo crepúsculo, consigo acarreta um segredo no opúsculo.   Em teu redor, as ondas despertam majestosamente a quietude das crenças dos que amam profundamente.   É esta a despedida, sob o canto das […]

Ler Mais