Tempo

E o tempo passa, houvesse como o parar! Como ele avança sem que possa respirar! Varres a memória, roubas o momento, mas que misericórdia tens, ó tempo? Tudo o que levas, não trazes de volta, arrastas das trevas a imensa revolta. Peço-te que pares para eu poder viver. Peço-te que traves a passagem do crescer. […]

Ler Mais