E os padeiros que iam distribuir pão às casas?

Há muitos anos atrás, quando eu tinha, talvez, cinco, seis ou sete anos, uma carrinha costumava parar ao portão da minha casa, na margem sul do Tejo. A minha mãe ia comprar o pão, e eu ia com ela. Dizia-me sempre que podia escolher um bolo. Então, o padeiro convidava-me a entrar na carrinha, como […]

Ler Mais

As saudades da praia

A praia invoca a saudade que em mim mora. Estico os dedos e quase lhe toco, na água fria que ondula ao seu ritmo. Inspiro o ar do mar salgado, os meus pulmões abrem-se para a sua chegada. Voo para um lugar que tanto me é familiar. A mente é traiçoeira. Leva-me até aos recantos […]

Ler Mais

Uma carta para o amanhã

Inglaterra, 6 de Maio de 2020   Querido Mundo, Escrevo-te esta carta em jeito de desabafo. Sei que presencias o que se passa, tal como eu. Sei que assistes ao sofrimento diário de cada pessoa que em ti habita. Como é carregar esse peso nos ombros? Consegues lidar com toda esta crueldade? Pois eu não. […]

Ler Mais